:: ATUALIDADES

ESCOLA DE VERÃO ENTREGA MEDALHA CAMILLE-GEORGES WERMUTH
Prof. Carlos Alberto Manssour Fraga da UFRJ ganha prêmio que leva o nome de ícone francês
da Química Medicinal


Por Lúcia Beatriz Torres

Para celebrar os dezoito anos da Escola de Verão em Química Farmacêutica Medicinal (EVQFM), premiando quem tenha tido uma trajetória científica de destaque na área, a Comissão Organizadora da Escola instituiu este ano a Medalha Camille-Georges Wermuth de Mérito em Química Medicinal.

Foto: Lúcia Beatriz Torres
Prof. Carlos Alberto Manssour recebeu a medalha Camille-Georges
Prof. Carlos Alberto Manssour recebeu a medalha
Camille-Georges
Wermuth de Mérito em Química Medicinal

Exemplo de competência acadêmico-científico e empreendedorismo, o Prof. Wermuth emprestou o seu nome a medalha que foi criada para homenagear ex-participantes do evento que tenham apresentado uma contribuição marcante para  a ciência brasileira. Presente na 2a edição da Escola de Verão em Química Medicinal, o Prof. Camille-Georges Wermuth foi um dos dois primeiros convidados internacionais do evento, onde, em 1995, ministrou um curso e apresentou uma conferência.

O Prof. Wermuth no cenário da Química Medicinal hoje, representa, sem dúvida alguma, um dos principais expoentes da área. Atuou durante exaustivos anos a frente da Universidade Luis Pasteur, em Estrasburgo, na França, e, aposentado da vida acadêmica, tornou-se o fundador da Prestwick Co.” - observou o Prof. Eliezer J. Barreiro, coordenador da Escola de Verão.

Foto: Lúcia Beatriz Torres
Medalha Camille Georges Wermuth de Mérito emQuímica Medicinal

Segundo Barreiro, a empresa de Química Medicinal criada por Wermuth, em 2002, atualmente tem escritórios de representação na América, Inglaterra e Japão, empregando mais de 50 doutores que trabalham em projetos contratados por grandes empresas farmacêuticas mundiais.

A sessão de abertura da Escola de Verão, ocorrida em 23 de janeiro de 2012, foi palco para a cerimônia de outorga da Medalha de Mérito em Química Medicinal ao Prof. Carlos Alberto Manssour Fraga. Participante de uma das primeiras Escolas de Verão, em meados da década de 90, quando ainda estava fazendo concurso para professor adjunto da UFRJ,  Manssour ocupa hoje o posto recém-conquistado de professor Titular da mesma instituição.

Para apresentar o premiado desta primeira edição da Medalha Camille-Georges Wermuth de Mérito em Química Medicinal, a Escola de Verão convidou o Prof. Titular da UFRJ, Dr Angelo da Cunha Pinto. Tendo acompanhado a trajetória científica do Prof. Carlos Manssour de perto, participando inclusive de sua banca examinadora, tanto no mestrado quanto no doutorado, o Prof. Angelo Pinto preparou um belo discurso para homenagear o laureado.



Discurso de entrega da Medalha

 
Foto: Lúcia Beatriz Torres  
Prof. Carlos Alberto Manssour (UFRJ)

CARLOS ALBERTO MANSSOUR FRAGA já nasceu, em 28 de Junho de 1964, carregando no seu DNA o gene da Farmácia, herdado do pai, de quem guarda um exemplar da 1ª edição, de 1954, do “Formulário Médico-Farmacêutico Brasileiro, de Virgílio Lucas,”.  Desde muito cedo mostrou vocação para a ciência, e sempre se destacou entre seus colegas por sua dedicação ao estudo e ao trabalho.


Diplomado farmacêutico, no segundo semestre de 1988, com distinção “Magna cum laude”, obteve o mestrado, em 1991 e, em seguida, o doutorado, em 1994, pelo Programa de pós-graduação de Química Orgânica da UFRJ, sob a supervisão do Prof. Eliezer J. Barreiro, de quem não mais se separou cientificamente.


Em 1992 foi aprovado para ser Professor Substituto na disciplina de Química Farmacêutica, e, em 1993, como Professor Assistente, e, em 1996, como Professor Adjunto para a Faculdade de Farmácia. Manssour em todas estas etapas da vida universitária sempre esteve dedicado à Química Medicinal, uma de suas grandes paixões.
Prof. Carlos Alberto Manssour (UFRJ)  

Sua trajetória acadêmica tem sido brilhante. Coautor de mais de uma centena de publicações científicas nos melhores periódicos internacionais, de várias patentes e de um livro em coautoria com Eliezer Barreiro, verdadeira bíblia da Química Medicinal brasileira. Manssour orientou dezenas de mestres e doutores, e coordenou vários projetos de pesquisa, cujos financiamentos mostram sua capacidade e qualificação para a captação de recursos. Hoje é coordenador do Programa de pós-graduação de Farmacologia e Química Medicinal, Bolsista de produtividade de nível IC do CNPq IC com quase 1300 citações, e índice H 19.

Toda essa história de vida resultou na sua aprovação recente para Professor Titular da UFRJ.

Uma das suas grandes conquistas, além de todas as outras já mencionadas, é a quebra do paradigma, muito presente em grande parte dos cientistas brasileiros, que determina que uma aventura científica faz-se sozinho. Essa sua parceria com o Prof. Eliezer Barreiro é prova inequívoca que quando a dois, o resultado é muito melhor. Não houve um primeiro e um segundo entre o médico bacteriologista Pierre Paul Émile Roux e o cientista Louis Pasteur. Sem um deles, o Instituto Pasteur não seria a Instituição conceituada que é hoje.

Você pagou com moeda forte o preço por essa parceria. Por ter sido testemunha dessa grande injustiça, não posso deixar de citar que Manssour foi punido por ser muito produtivo, quando no comitê assessor da área de Química do CNPq, alguém surpreso com a sua alta produção científica achou que um jovem não tinha qualificação para tanto. Muitas vezes é assim, penaliza-se quem trabalha e acoberta-se os ociosos (…).

Não poderia ser mais merecida à medalha Camille Wermuth, que distingue aquele que, de participante da III Escola de Química Medicinal, chegou a Professor Titular da UFRJ, por mérito acadêmico. Você é um exemplo para seus colegas e, principalmente, para os estudantes que hoje participam da XVIII Escola de Verão de Química Medicinal.


PARABÉNS MANSSOUR, PELA SUA TRAJETÓRIA CIENTÍFICA!



Para saber mais:

PROF. CARLOS ALBERTO MANSSOUR FRAGA
“Um farmacêutico apaixonado pela arte de ensinar e descobrir novos protótipos candidatos a futuros medicamentos”


PROF. CAMILLE-GEORGES WERMUTH
Novos Usos para Velhos Medicamentos: Icone francês da Química Medicinal apresentou novas técnicas para rejuvenecer fármacos, em evento, no RJ e SP”

:: Todas as Atualidades ::




Leia antes as NORMAS DE PUBLICAÇÃO

Atenção: O Portal dos Fármacos eliminará comentários que contenham ofensa, injúria ou difamação, ou que estimulem o desobedecimento às leis e a prática de crimes.





Portal dos Fármacos - Instrumento de divulgação e popularização das ciências relacionadas aos fármacos e medicamentos .


Desenvolvido por: Cúpula Informática